Não é de conhecimento geral, mas a ABAI contava com um conselho, ele vai dar lugar ao Conselho de Relações Exteriores.

O funcionamento vai ser simples e as responsabilidades creio que também. A idéia é não deixar acontecer mudanças drásticas nas relações exteriores o país e regular o próprio governo através de especialistas.

[color=green]Membros:[/color]

Presidente: Sempre irá fazer parte do Conselho.
Vice-Pesidente: Sempre irá fazer parte do Conselho.
Indicados: O Presidente poderá indicar até 3 membros para fazer parte do conselho, eles devem ser aprovados pelo atual conselho caso não sejam da equipe de relações exteriores.

Chanceller: O primeiro será indicado pelo presidente, ele terá um mandato de 3 meses e poderá indicar até 3 membros que ficarão no cargo de conselheiro até o fim do mandato do chanceller.
Indicados: Nomeados pelo Chanceller, podem ser substituidos a qualquer momento desde que haja aprovação do presidente.

Diretor Geral (DAI): Sempre terá acesso ao conselho.

Congressistas: Até 3 congressistas podem ser indicados pelo governo, mas nenhum terá direito a voto.

[color=green]Mandatos:[/color]

Todos os mandatos são de 3 meses para conselheiros e 2 meses para Diretores. Em 3 meses de conselhores teremos uma equipe de 20 membros, vindos de 3 governos e 5 deles serão Chanceller/Indicados/Diretor.

[color=green]Regulamento:[/color]

Sigilo absoluto! Qualquer informação do conselho que for utilizada para fins políticos, pessoais ou publicado em debates públicos sem autorização do Chanceller o linguarudo será punido.

Como avaliar?
O Chanceller vai avaliar sozinho, sua decisão será máxima, independente do presidente, já que o conselho é exatamente para evitar que o governo passe por cima de tantas coisas conquistadas pelas Relações exteriores.

[color=green]Substituições:[/color]

O Diretor Geral também faz parte do conselho, porém em 2 meses ele deverá ser avaliado e substituido ou não pelo conselho, os diretores abaixo deles também podem ser substituido com aval do conselho.

[color=green]Funções do Ministro:[/color]

Pode parecer que o Ministro não irá fazer nada, mas ele vai representar o presidente na Diretoria e todos vão se reportar a ele, sendo que existirá o conselho para previnir abusos e debater sobre os assuntos importantes.

[color=green]Função do Chanceller:[/color]

Além de organizar e liderar o conselho ele deverá mostrar a posição do conselho sobre determinados assuntos, incentivar a diplomacia ou a guerra. Deverá manter contato com a população, criando artigos motivacionais e mostrar ao congresso posições sobre determinados assuntos.

[color=green]Conflítos Governo x Conselho[/color]

Em alguns casos o conselho pode acabar querendo uma coisa e o governo outra, para isso vamos precisar manter o conselho 100% infomado e participativo, nem tudo será necessário fazer votação ou debates. Só precisamos ter a noção de que o conselho serve para regular as grandes mudanças do governo e não qualquer assunto.

Exemplos: Mudança de aliança, Declaração de guerras, estrutura da DAI, projetos de relações exteriores, etc.