Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
Resultados 11 a 19 de 19

Tópico: Um desabafo

  1. #11
    Senior Member Avatar de YanCurtis
    Data de Ingresso
    Nov 2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    1.494
    Citação Postado originalmente por vinicius santiago Ver Post
    Me explique como que uma mudança institucional que vista lembrar quem está no poder de que não há imunidade absoluta pode ser prejudicial para a democracia brasileira em longo prazo.
    A sua 'mudança institucional' inclui tirar o presidente do país (vulgo, Dilma) em um momento de fragilidade do executivo, pois acabamos de passar por corte nas pastas e nomeação de novos ministros. Ela saindo, quem está na linha de sucessão? Temer? O cara pediu arrego em sua função de comandar as articulações do governo junto ao legislativo... Cunha? Nem vou comentar... além de um escroto, o cara está numa situação complicada agora que acharam as contas na Suiça. Vai botar outro temporário para comandar enquanto o país passa por essa transição toda?

    Tem coisa que não pode ser arbitrário, você tem que medir os prós e contras da ação. Entendo seu ponto, mas não concordo que essa seja a melhor saída nesse momento, e acho que é possível contornar a situação de outra forma. Como o Cunha disse, o processo de avaliação da decisão do TCU será POLÍTICO, e não TÉCNICO. Em termos técnicos, a pedalada foi válida e ocorreu no mandato passado, em termos de house of cards, aí a coisa pode se complicar.

    Mesmo avaliando todo o contexto, e todo o impacto no futuro, você acha realmente necessário terminar de desestruturar o governo para 'passar a mensagem de impunidade'? A mensagem já não está clara com todo o rebuliço e com a porção de gente sendo caçada no ultimo ano? Discorra sobre.

  2. #12
    Senior Member Avatar de YanCurtis
    Data de Ingresso
    Nov 2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    1.494
    Citação Postado originalmente por Deco_Bastos Ver Post
    Resumindo: por se tratar de crise de governabilidade, a alteração da presidente teria condições, sim, de engatar uma mudança de rumo.
    Mesma pergunta que fiz pro VS: Se sair Dilma, quem você acha que entra no lugar? Esse nome tem condição de 'mudar de rumo'?

    Conheço o que conheço do mundo, se entrar outra pessoa o cara vai falar 'essa divida maldita não é minha, não assumirei a responsa por limpar cagada dos outros - bola pra frente'.

  3. #13
    Membros HUE Avatar de Mr. Indigo
    Data de Ingresso
    Oct 2013
    Posts
    2.547
    Qualquer idiota jurídico ou econômico sabe que as "pedaladas" são operações financeiras entre o controlador do banco e o banco, e que isso é vedado há muito tempo tanto na iniciativa privada quanto na pública. Não há mistério nisso.

    E o pior não foi nem isso, mas sim os decretos do executivo sem base legal que autorizaram gastos, o que, por sinal, está se repetindo neste ano segundo o jornal Valor. Este ponto já é, por si só, suficiente para um impeachment.

  4. #14
    Citação Postado originalmente por YanCurtis Ver Post
    Ela saindo, quem está na linha de sucessão? Temer? O cara pediu arrego em sua função de comandar as articulações do governo junto ao legislativo... Cunha? Nem vou comentar...
    Muito provavelmente, o Temer assumiria, salvo procedência da ação em curso no TSE. Não se pode associar o "pedir arrego" à incompetência. Querendo ou não, trata-se de cenário político. Nesse, a presidente encontra-se com a popularidade no chão. Ninguém quer estar associado a ela. Nem mesmo o Temer (um dos caciques do PMDB) conseguiu sobrepor sua influência à baixa popularidade da presidente. Por várias vezes, ele declarava: "Um presidente não consegue se manter no poder com a popularidade baixa por muito tempo.". Vendo esse cenário e interessado em um possível impeachment, ele iniciou a "separação de corpos", isto é, embora seja o vice-presidente, afastou-se do governo.

    Mais uma vez, antes de tudo, trata-se de uma crise de governabilidade. Para solucionar a cagada econômica do Dilma 1, o primeiro passo é compor uma base aliada firme no congresso. São crises paralelas. Desde o começo do ano, a presidente se mostrou incapaz de fazer isso. Por mais quanto tempo, deveremos esperar?

    Enquanto isso, nosso déficit nominal iguala-se a países que foram atingidos em cheio na crise de 2008; as recomendações de Joaquim Levy (único administrador sério, mas ignorado não só pelas medidas antipopulares, mas por integrar um governo fraco) são praticamente ignoradas; nível de investimento fraquíssimo; demissões em série; rebaixamento de nota por agência de risco; fuga de capital do país... Sim, isso é fruto das medidas passadas deste governo e de sua atual fraqueza política. E aí?

  5. #15
    Senior Member Avatar de YanCurtis
    Data de Ingresso
    Nov 2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    1.494
    Entendi o ponto de jogar a Dilma de laranja. Não concordo, mas entendi.

    Sobre a crise econômica, tenho lá minhas dúvidas:
    http://economia.uol.com.br/noticias/...ar-a-crise.htm
    http://brasilianismo.blogosfera.uol....diz-bloomberg/

  6. #16
    1 - Balança comercial. Sim, o ano está positivo, mas deve-se atentar para os motivos. Enquanto a importação diminuiu em torno de 20%, a exportação diminuiu em torno de 15%. Isso está causando o superávit na balança comercial. A queda da importação demonstra o quão fraco anda o mercado interno. Demonstra a queda da atividade e do investimento em capital produtivo. Nenhum país retoma o crescimento dessa maneira. A queda da exportação é resultado de um conjunto maior de fatores; dentre eles, a volatilidade do dólar. Com o dólar oscilando, o exportador segura a venda com o intuito de aguardar um cenário mais favorável. O nosso cenário político virou o novo gatilho de especulação do dólar no país.

    2 - Expectativas pós-2015. Como o nome diz, expectativas. Estipulam um cenário e consequências. Algumas pedreiras que enfrentaremos em breve: alta dos juros pelo FED, retirando dólar do mercado; crescimento mais fraco da China e exclusão do Brasil do Acordo Trans-Pacífico (http://g1.globo.com/economia/noticia...o-dos-eua.html). Consideraram isso nessas expectativas?

    3 - Investimentos. "A Nova Matriz Energética" foi A pegadinha do Dilma I. Escolheram alguns "campeões" e concederam crédito barato (subsidiado) + incentivos fiscais. Estamos pagando agora essa conta. Ao que parece, esses novos investimentos anunciados seguirão a mesma linha.

    4 - Mudança de rumo. Não basta colocar um técnico sério na pasta. É necessária a força política para concretizar os caminhos apresentados por ele. A "reforma" da Previdência foi rir para não chorar. Com uma presidente fraca, deturparam o projeto do Levy e o resultado está aí: contratamos uma dívida séria para o futuro.

    5 - Efeito da Lava-Jato. Estou otimista. Finalmente, a lei começou a ser aplicada a todos neste país. As instituições estão crescendo! Certamente, coisas positivas virão disso.

    6 - Olim(piadas). HUEHUEHUEHUEHUE

  7. #17
    Ex-Presidente do Brasil Avatar de Vigoncalves86
    Data de Ingresso
    Mar 2010
    Posts
    8.456
    Nem a Dilma terá espaço e oportunidade de resolver o próprio enrosco, nem o que vier em seu lugar, em caso de impeachment. Para os partidos da base aliada, o objetivo é apenas se desvincular ao máximo da imagem da Presidente (o próprio Lula já está fazendo isso também) e para os partidos de oposição, o objetivo é apenas minar a força do PT, transbordando os resultados da economia para a figura do barbudo, que é o único capaz de sustentar a legenda em uma eleição presidencial em 2018.

    Não adianta achar que a movimentação política atual tem como objetivo o impeachment. O PMDB, por mais rachado que seja, não tem o menor interesse de estar na vitrine do Executivo, principalmente com a crise rolando e sendo ele o partido que decide o resultado, Dilma deve sair apenas em 2018.

    Já está bastante claro que Aécio Neves e Geraldo Alckmin vão tretar pela candidatura do PSDB, o que pode servir de único trunfo a quem for disputar contra um dos dois.

  8. #18
    Senior Member Avatar de vinicius santiago
    Data de Ingresso
    May 2009
    Localização
    São Paulo
    Posts
    8.757
    Citação Postado originalmente por YanCurtis Ver Post
    A sua 'mudança institucional' inclui tirar o presidente do país (vulgo, Dilma) em um momento de fragilidade do executivo, pois acabamos de passar por corte nas pastas e nomeação de novos ministros. Ela saindo, quem está na linha de sucessão? Temer? O cara pediu arrego em sua função de comandar as articulações do governo junto ao legislativo... Cunha? Nem vou comentar... além de um escroto, o cara está numa situação complicada agora que acharam as contas na Suiça. Vai botar outro temporário para comandar enquanto o país passa por essa transição toda?

    Tem coisa que não pode ser arbitrário, você tem que medir os prós e contras da ação. Entendo seu ponto, mas não concordo que essa seja a melhor saída nesse momento, e acho que é possível contornar a situação de outra forma. Como o Cunha disse, o processo de avaliação da decisão do TCU será POLÍTICO, e não TÉCNICO. Em termos técnicos, a pedalada foi válida e ocorreu no mandato passado, em termos de house of cards, aí a coisa pode se complicar.

    Mesmo avaliando todo o contexto, e todo o impacto no futuro, você acha realmente necessário terminar de desestruturar o governo para 'passar a mensagem de impunidade'? A mensagem já não está clara com todo o rebuliço e com a porção de gente sendo caçada no ultimo ano? Discorra sobre.
    Ninguém está acima da lei. Não estou argumentando sobre cair e quem assume. A regra está posta. Se for para deixar de fazer pensando em quem assume, não deveria existir a regra.

    A pedalada não é válida. O governo tentou disfarçar endividamento acima do que a lei permite (e a lei, olha só que incrível, foi baseada em bom senso). O governo realizou operação de empréstimo quando não podia (o grau muito além do especulativo de endividamento da CEF é prova disso). O governo fez rolagem ilegal de dívida (lançando restos a pagar onde não poderia) e, o mais grave de tudo: O executivo (através do Tesouro Nacional) emitiu dívida pública (Título do Tesouro) sem a aprovação do Legislativo. Isso é simplesmente ignorar a lei e fazer como quer.

    Então, sério, não dá pra fingir que a "pedalada", que é um nome bonito pra fraude na contabilidade pública, é válida.


    Num país parlamentarista, o presidente ou o monarca já teria derrubado o primeiro ministro que não tem apoio nenhum. Aqui, presidencialistas que somos, só tem medo de tirar a presidente que tem algo a ganhar com ela ficando. E não faço a defesa do impeachment não: estou falando de falta de falta de capacidade de governar sem apoio. Ou reconvocam eleições para o legislativo ou troca o executivo. Ficar mais 3 anos nesse impasse que estamos só vai nos atrasar com relação ao resto do mundo (que existe, apesar do dólar estourando e nos isolando do resto do mundo).


    Sobre os sujeitos presos no último ano: Não passa muita mensagem não. Se passasse já deveriam ter parado de ocorrer os roubos na petrobrás e órgãos públicos que ainda ocorrem mesmo com a lava jato ocorrendo e investigando (alguns casos, pari passu com o roubo). Dizem que outras investigações além da Lava Jato (como BNDES e CEF) pararam por falta de gente pra investigar: todos estão escalado para lá.


    Então, sério, na boa mesmo, não tem discurso de 'defesa da institucionalidade' que justifique governo sem credibilidade e que não mentiu, MENTE. O orçamento deficitário de 2016 e a execução em 2015 do orçamento continuam com as mesmas fraudes/falhas/deslizes que estão na execução orçamentária de 2014.

    Vamos fazer o que? Esperar 2018 e torcer para o Executivo conseguir apoio renovado em 2017 após eleições municipais? Temos um governo com minoria no parlamento. Ou se muda o parlamento ou se muda o governo. Ou ficamos nós a ver navios atéeee 2018.

    "E se quem assumir for péssimo?"
    Derruba novamente. Mas as experiências anteriores mostram que tende a ocorrer reabertura do diálogo e governos de coalisão após impeachments. E se for via TSE são novas eleições (troca o executivo), se for TCU vai só a Dilma.

    O que você falou do Temer mostra que vc ou é muito fã ou ainda lacra 13 da cabeça aos pé: O Temer foi só 2x presidente da Câmara, o sujeito é uma das raposas mais velhas do congresso. Achar que ele não saberia articular é de uma inocência ímpar.
    Novos jogadores: Meu referrer no vNations Venha ajudar na luta.
    Minha dica pra você: Largue o eRepublik, fique no fórum e vá ler uns livros.
    P.S.: Ainda na eterna luta contra as matronas do politicamente correto.

  9. #19
    Senior Member Avatar de vinicius santiago
    Data de Ingresso
    May 2009
    Localização
    São Paulo
    Posts
    8.757
    http://ricardogallo.ig.com.br/
    Citação Postado originalmente por YanCurtis Ver Post
    Entendi o ponto de jogar a Dilma de laranja. Não concordo, mas entendi.

    Sobre a crise econômica, tenho lá minhas dúvidas:
    http://economia.uol.com.br/noticias/...ar-a-crise.htm
    http://brasilianismo.blogosfera.uol....diz-bloomberg/

    Não precisa ser muito técnico não. Só analisar DADOS, não FATOS. Olha os números econômicos do brasil, olha do méxico, da argentina, venezuela, chile, colombia, peru, equador... e faz isso em percentuais, pra evitar um pouquinho as distorções.

    Aí vc vai entender o tamanho do nosso problema.

    Não é fazer "valuation" de empresa ou algo complexo. Só entender porque nós temos o maior juros real do planeta ou porque a inflação volta a ter força.

    Você pegou 2 ufanistas. Eu te peço pra pegar gente realista (não pessimista) como o Ricardo Gallo (http://ricardogallo.ig.com.br/) ou analisa (leigamente) o que aconteceu na Petrobrás (http://bastter.com/mercado/acao/PETR.aspx) e você entenderá o tipo de irresponsabilidade que foi feita.


    Dá pra comparar com a Privataria Tucana? Dá.

    Lá, deram a preço de banana, nos livramos da dívida e agora arrecadamos tributos mas não temos o patrimônio. Agora nós tivemos é dilapidação do patrimônio e desvio pesado de verba: deixando a dívida para os impostos pagarem.

    Ambos prejudiciais, mas infelizmente em 2003 quem assumiu após os tucanos não teve culhão de investigar e agora o país tem quem investigue independente do governo (não por mérito de quem está roubando, claro).
    Novos jogadores: Meu referrer no vNations Venha ajudar na luta.
    Minha dica pra você: Largue o eRepublik, fique no fórum e vá ler uns livros.
    P.S.: Ainda na eterna luta contra as matronas do politicamente correto.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •