Como alguns devem ter visto, o Jazar me indicou como Ministro das Relações Institucionais em seu governo. Até aí muito bonito, todo mundo leu e viu o que ele escreveu lá:

Função:
# Coordenação política do Governo;
# Condução do relacionamento do Governo com o Congresso Nacional e os Partidos Políticos;

- Acompanhar os membros do governo e auxíliar suas atividades que necessitem de outros setores do governo.
Seria um tipo de secretaria de comunicação interna, buscando solução de problemas que podem ser resolvidos internamente.

- Verificar o bom funcionamento dos setores e funcionar como uma auditoria interna, co-responsável também pela Ouvidoria no Ministério das Comunicações.

- Acompanhar as propostas feitas no congresso nacional, analisar e emitir um parecer oficial. Também manter contato com os congressistas controlar as leis solicitadas pelo governo (emissão, doação, taxas) e presidente (MPPs, embargo, guerra);


Como promessa é fácil, difícil é botar pra fazer, estou apresentando as idéias e projetos para o Ministério. A meta é implementar todos até o fim do governo.

img:http://img707.imageshack.us/img707/8...amento2010.jpg
[size=4]Idéias e Projetos para cada uma das funções:[/size]


[size=3]1- Acompanhamento dos membros do governo e auxílio na comunicação interna, buscando solução interna dos problemas.[/size]

Projeto: Subfórum Reunião Ministerial.

Nesse subfórum cada setor pode mandar seus pedidos para outro setor e acompanhar quem está executando, se já está concluído, etc, etc. Mimimis, chiliques, Shitstorms, estouros chiliquentos, reclamações, dúvidas e achismos deverão ser postados ali. Declarações oficiais estarão ali também, facilitando na hora de sabermos qual é a "Opinião do Governo" sobre determinados assuntos. O Tópico para isso será informado assim: [Declaração] Assunto X (onde X é o assunto :P).

Espera-se assim, que não tenhamos ninguém sem saber a opinião do governo do qual faz parte. Quando houver uma declaração oficial essa será feita pelo Ministério das Comunicações, através de tópico na praça pública e jornal próprio, essa declaração é a situação interna para posicionar os membros do governo sobre o que está sendo feito e o que deve ser informado ao público nos momentos iniciais.


[size=3]2- Verificar o funcionamento dos setores, auditoria interna e co-responsável pela Ouvidoria no Ministério das Comunicações[/size]

São 3 coisas distintas:



2.1- Funcionamento dos Setores: As Relações Institucionais funcionarão nessa tarefa mediante pedido de algum setor ou denúncia da Ouvidoria. Porque não funcionará direto? Porque precisariamos de uma equipe grande ou de uma equipe pequena que só fizesse isso. Nesse momento de estruturação não atuaremos de forma proativa, sabendo disso, usem a Ouvidoria (e não a mídia) para fazer denúncias caso você queira cooperar com o governo. Se você só quiser ser polemista, continue só fazendo zona na mídia, terei prazer em mostrar sua face hipócrita.




2.2- Auditoria Interna: Realizaremos uma fiscalização permanente no preenchimento das planilhas, evitando problemas nas prestações de contas que não poderão ser corrigidos pelo decurso do tempo. Assim, teremos X responsáveis por analisar o preenchimento dos dados das planilhas, sem análise de seu conteúdo nesse primeiro momento, especialmente por entendermos que esse papel cabe ao Congresso. Em conformidade com o nome, a atividade realizada será de Auditoria Interna, não havendo qualquer divulgação desses dados ao público.




2.3- Ouvidoria: Continua como função do Ministério das Comunicações receber as opiniões/sugestões/reclamações através da Ouvidoria, mas cabe ao Ministério das Relações Institucionais dar prosseguimento para as manifestações dos eCidadãos. Assim, como co-responsáveis encaminharemos as situações recebidas, pós-triagem do Ministério das Comunicações, ao setores responsáveis e fiscalizaremos a execução das correções como qualquer outra tarefa solicitada no subfórum Reunião Ministerial.





[size=3]3- Acompanhar e emitir parecer sobre as questões governamentais que estejam tramitando no Congresso.[/size]

Essa questão é bem simples: Teremos um congressista apontado como Líder do Governo (Se a oposição quiser, podem apontar um líder da oposição) e realizaremos uma reunião semanal em dias que já serão fixados no dia 06/06 até o fim do mandato para que possamos combinar a pauta de votação e debater problemas. Utilizaremos o IRC e a Reunião Parlamentar terá:

# 1 representante por partido TOP5 que tenha cadeira no Congresso
# Líder do Governo
# Líder da Oposição
# Ministro das Relações Institucionais (ou seu representante indicado por artigo)
# Presidente do Congresso, caso a legislatura tenha um.

Essas 9 pessoas deverão debater e, caso exista, apresentar uma posição consensual ao congresso. Caso não exista uma posição consensual, vamos para a votação, prevalescendo a democrática maioria dos votos ou até mesmo o adiamento da questão debatida (quando possível).

Porque isso? Para evitar reclamações de debates apressados: Se o congresso quer algo, que apresente antes ou votarão não. Se o governo quer algo, que apresenta antes ou receberá não. Claro, esses debates não envolvem questões militares: Paz, Guerra, novas alianças (renovação de aliança é planejável). Mas envolve as polêmicas Impressões de BRL, Prestações de Contas dos Governos, Taxas de Impostos e questões econômicas que suportem planejamento prévio.





[size=3] 4- Condução do relacionamento do Governo com o Congresso Nacional e os Partidos Políticos;[/size]

As questões que envolverem urgência ou os pedidos do Governo de aprovação de determinada lei terão 'Parecer'. Na verdade apresentaremos os argumentos/razões do porque estamos pedindo aquilo. Até o presente momento eu tenho apresentado justificativas no fórum do congresso do porque aprovarmos ou não a paz para determinado país, imagino que os congressistas tenham entendido a idéia.

Quando a questão envolver o Plenário, entrará em cena o Líder do Governo, exercendo esse papel junto aos seus colegas no espaço privativo ao Congresso.

Os partidos políticos também terão sua vez para conversar com o Governo: Além do acesso direto a mim, agendaremos também no dia 06/06 quatro reuniões (uma por semana) para que os partidos possam conversar com o Governo, ouvi-lo e também falar o que desejam.

Nessa reunião partidária (que também será realizada no irc), cada partido do eBrasil poderá enviar representantes de acordo com seu porte, sendo permitido 1 representante para cada 200 membros (fração completa), garantido 1 representante para cada partido existente, independente do tamanho. O direito do representante de participar é permanentemente perdido ao ser banido do canal por qq motivo (flood, ofensa, troll, etc) e devem ser indicados pelo presidente do partido os nomes participantes.

A idéia é termos um espaço para que a sociedade, através dos partidos apresentem suas opiniões de forma organizada. O espaço para discussão não é permanente por um simples motivo: sendo permanente ele não gera a mobilização que uma reunião irá gerar, com preparativos, construção de opinião, disputa interna pela posição oficial do partido etc.




img: http://img191.imageshack.us/img191/3...bancada202.jpg
[size=3] 5- # Coordenação política do Governo;[/size]

Depois de tudo que foi falado acho que essa funções está aí só para sintetizarmos o que as Relações Institucionais deverão fazer, certo?




[size=4]Equipe[/size]

Temos alguns nomes já confirmados mas não pretendemos trabalhar com ampla divulgação, visto que nosso trabalho é interno ao governo. Os nomes serão indicados no dia 06/06, bem como suas posições oficiais. No momento tempos responsáveis pela Auditoria Interna, organização da Ouvidoria e buscamos mais 2 pessoas dispostas à auxiliar nos trabalhos.

No aguardo das considerações dos eCidadãos,
Vinicius_Santiago