Resultados 1 a 6 de 6

Tópico: História Militar do Brasil

  1. #1

    História Militar do Brasil

    [center]

    [size=8pt]O eRepublik foi criado no final de novembro de 2007. Até janeiro de 2008 eram poucos os brasileiros que jogavam, por isso o Brasil foi governado por britânicos e peruanos nos seus dois primeiros meses de existência.

    O jogo ficou "popular" o suficiente no Orkut para merecer um tópico próprio numa comunidade de Jogos Web-Based e no Hattrick. Mais brasileiros entraram no jogo. Um desses brasileiros foi o Bunaly, que literalmente spameou o eRepublik até a casa do caralho na internet. Um dos alvos de maior sucesso foi o fórum hardmob, que atraiu vários jogadores, que juntos criaram o Partido Democrata Brasileiro (dominante na política desde então).[/size]


    [size=6pt]Bunaly, que depois seria eleito presidente novamente e nomeado Imperador Constitucional e Defensor Perpetuo do eBrasil, Grão-Duque de Gauteng, Lorde Protetor Temporário de Venezuela & Peru.[/size][size=8pt]

    Já era maio e mais brasileiros entraram. Nossa população chegou a ser a sexta maior, mas caímos para a posição de sétima ou oitava maior. Bunaly, que seria presidente um mês depois, foi o responsável da aproximação do Brasil com a extinta aliança FIST. A aliança FIST se juntou com algumas outras e formaram a PEACE (People of Earth Associated under Common Excelence), que tinha como a sua rival a Atlantis (que foi um conjunto de outras alianças menores também).[/size]


    [size=6pt]Logo da PEACE[/size]

    [size=8pt]Até outubro de 2008 o Brasil não esteve envolvido em nenhuma guerra. Daí o Presidente Sparta Kratos declarou guerra à Argentina, que era da Atlantis, e que vinha prejudicando um aliado nosso que estava literalmente sendo estuprado por cinco países na Europa, a França.

    Declaramos a guerra mas não atacamos logo em seguida, como era de se esperar. Tal imobilidade foi motivo de chacota por algumas semanas, que logo depois seriam ofuscadas pela invasão brasileira em conjunto com a Indonésia na Argentina. O Brasil invadiu uma região e a Indonésia três. A Argentina foi literalmente esquecida por todos os seus aliados da Atlantis, menos a Espanha, ainda assim, não foi suficiente para protegê-la. O presidente argentino pediu um cessar-fogo e ambos os países cessaram os ataques. A Indonésia logo devolveu as regiões em troca de Gold, porém o Brasil foi pelo caminho extremo do nacionalismo e fez cu doce para devolver a região argentina, que só viria a ser devolvida em maio de 2009, quase cinco meses depois da invasão.[/size]

    [size=8pt]No meio disso, a Argentina saiu da Atlantis e entrou para a PEACE. No entanto, muitos de sua população continuavam simpáticos com a Atlantis. Até hoje existem argentinos (poucos) que preferem lutar pela Espanha e seus aliados do que pela própria Argentina e que levam dor de cotovelo do Brasil até hoje.

    Muita coisa aconteceu depois, mas em resumo: a Atlantis era a aliança escrota imperialista. PEACE foi um conjunto de nações que se juntaram para se defender do avanço imperialista da Atlantis. Mesmo sendo mais fraca, a PEACE conseguiu assegurar todos os seus membros e até mesmo destruiu a Atlantis, em novembro de 2008.[/size]


    [size=6pt]Logo da Atlantis[/size][size=8pt]

    A Atlantis se desmembrou em duas: a Fortis - que na verdade nunca chegou a ser uma aliança formal - , composta por EUA e Canadá, e a EDEN - European Defense and Economic Network - formada por todos os outros países da Atlantis exceto o Reino Unido que mudou de lado e entrou para a PEACE.[/size]


    [size=6pt]Logo inicial da Eden, com os seus países fundadores[/size][size=8pt]

    Em março de 2009, uma aliança foi criada na América Latina, chamada Alianza Hispano Americana (AHA), que era composta pelos países américo-hispânicos: Argentina, Chile,Venezuela e México, que viria a ter Peru, Paraguai, Uruguai, Colômbia e Bolívia, quando os tais países foram adicionados ao jogo. Tempos depois, o Brasil entrou na aliança, o que fez seu nome ser mudado para Aliança Latino Americana. Tal aliança perdurou até março/abril de 2010, quando Brasil e Argentina deixaram a aliança, seguidos de Paraguai, Chile, Colômbia. Muitos até hoje questionam se a ALA algum dia serviu para algo extra-burocrático. A ALA provavelmente serviu como um obstáculo às desavenças criadas entre países membros por razões estúpidas. Tais desavenças, curiosamente, eram criadas justamente por causa da ALA.[/size]


    [size=6pt]Banner da ALA[/size][size=8pt]

    Em maio de 2009, brasileiros mobilizaram literalmente toda a população e conseguimos dar um takeover na África do Sul, conjuntamente com os indonésios, controlando mais de 66% do Congresso sulafricano. Com o congresso nas mãos dos indo-brazucas, não demorou para o presidente levar um impeachment e o segundo colocado das eleições (um indonésio) chegar ao poder. Depois, foi só a Indonésia atacar e o presidente dar retreat nas regiões, cedendo-as à Indonésia, que depois viriam a ser cedidas ao Brasil.

    Poucos meses depois, o Governo Brasileiro assinou um acordo com os sulafricanos no qual dizia que duas regiões seriam libertadas em alguns meses em troca de Gold. O Brasil e a Indonésia, no entanto, continuavam com seus territórios ricos em diamantes, que foi a verdadeira causa da invasão à África do Sul.[/size]


    [size=6pt]Mapa da África do Sul invadida. Brasil em verde, Indonésia em azul.[/size][size=8pt]

    Em julho de 2009, o Chile, apoiado oficialmente pela Argentina, declarou guerra à Bolívia, o país mais mais pobre e menos povoado da América do Sul, sem nenhum MPP e nenhum hospital. Pode atacar apenas um território já que a Bolívia tinha assinado várias MPPs (uma delas com o Brasil). A batalha aconteceu em Bolivan Altiplano, onde os chilenos atacaram com o apoio do exército argentino. A Bolívia, completamente indefesa e sem nenhum hospital, se viu desesperada pedindo ajuda a todos aqueles disposto a ajudá-la. O exército brasileiro se mostrou presente e honrou a aliança de Brasil e Bolívia, assegurando o território de Bolivan Altiplano, e a proposta de paz seria aceita algumas semanas depois.[/size]


    [size=6pt]Mapa mostrando a ofensiva chilena[/size][size=8pt]

    Entretanto, em 2010 a Bolívia traiu a amizade com o Brasil, assinando um MPP com a Polônia, afirmando que o Brasil estaria conspirando com Argentina para ceder territórios bolivianos à Indonésia, o que gerou um enorme lulz entre a população latinoamericana. Desde então as relações entre Brasil e Bolivia estão mornas.

    Voltando ao campo político internacional, estando no poder, a PEACE lançou várias ofensivas contra a Eden, o que ficou conhecido como Terceira Guerra Mundial, iniciada em julho de 2009. Em poucas palavras, Espanha e Canadá foram apagados do mapa. Os Estados Unidos só ficaram com apenas uma região. E é justamente na Terceira Guerra Mundial que o Brasil teve a sua segunda participação militar direta.

    A Espanha no passado havia atacado a França, ativando suas alianças (MPPs). Os franceses, que na época tinham feito um enorme babyboom chegando a ser o top1 de população, atacaram a Espanha com todo o apoio dos maiores países da PEACE. Ao mesmo tempo, o Brasil atacou e conquistou as regiões espanholas das Ilhas Canárias e Andalúcia, apagando literalmente a Espanha do mapa. Tal invasão durou pouco tempo, dois dias depois os espanhóis já estavam iniciando guerras de resistência nos territórios ocupados, e não tiveram dificuldade de reconquistar suas regiões, já que eram na época a quinta força militar do jogo.[/size]


    [size=6pt]Mapa da Espanha após ser invadida, já com dois territórios recuperados (22 ago 2009)


    Mapa da América do Norte no auge da invasão da PEACE (22 ago 2009)[/size][size=8pt]

    A invasão da PEACE na América do Norte foi revertida quando os americanos e canadenses começaram o contra-ataque, retomando suas regiões com o apoio dos páises da Eden. Os EUA e Canadá assinaram um acordo de aliança mútua entre os tais países, que passou a ser conhecido como Brolliance (brothers + alliance).[/size]


    [size=6pt]Logo da Brolliance[/size][size=8pt]

    Em dezembro de 2009, o Brasil, que ainda mantinha territórios sulafricanos, declarou guerra à Austrália. Com o apoio de vários indonésios, o Brasil invadiu duas regiões australianas, mesmo os australianos tendo o apoio de países como a Croácia, Grécia e Espanha. Tendo investido muito dinheiro nessas duas ofensivas, o Brasil não foi capaz de manter os tais territórios por muito tempo, e em poucos dias depois os australianos os retomaram.[/size]


    [size=6pt]Máxima invasão do Brasil à Austrália[/size][size=8pt]

    Tivemos de nos livrar de alguns territórios sulafricanos, para cortar o elo entre Austrália e nossas colônias na África do Sul - afinal eles tinham MPPs ativados de países fortes e caso atacassem uma região que não era originalmente nossa, não ativariam os nossos MPPs, e o Brasil não seria capaz de enfrentar 5 países sozinho por muito tempo.

    Depois de ser expulsa da América do Norte, a PEACE começou a entrar em declínio. Os países se acomodaram, cada um pensava apenas em si mesmo, e a aliança já não era tão perfeitamente coordenada como antes. O resultado, foi um final semelhante ao da Atlantis, exceto que todos os países saíram voluntariamente da PEACE e criaram uma nova aliança, algo que já estava na mente de vários comandantes semanas antes da dissolução. A nova aliança foi chamada de Phoenix, e continha um número menor de países: apenas 15, a metade do número de membros da PEACE.[/size]


    [size=6pt]Logo da Phoenix[/size][size=8pt]

    Dissidentes e com ativas reclamações perante a postura que a PEACE havia tomado, a França criou uma nova aliança, chamada de Entente, com a Ucrânia e Itália. Hoje a Entente possui Paraguai, Bolívia e México como membros, além dos fundadores.

    O Brasil atacou o Peru a algum tempo atrás, a pedido dos ppróprios peruanos, em conjunto com os argentinos, para tomar regiões do Peru e ajudar o Peru a se livrar dos golpistas polacos, o que não foi bem sucedido; o resultado é que até hoje os polacos controlam políticamente o Peru. Pois bem, em janeiro de 2010, por razões pouco explicadas o Brasil atacou o Peru novamente, ativando um MPP da Polônia.[/size]


    [size=6pt]Tirinha que explica bem a situação política peruana. © Cicuta [/size][size=8pt]

    O ataque não foi bem sucedido e o pior viria depois: O Peru, cujo presidente era polaco, atacou a região Norte do Brasil, rica em ferro - o recurso natural mais rico e raro do eRepublik. O ataque foi frustrado. Uma nova tentativa veio em seguida, frustrada novamente. No entanto, a terceira tentativa deu a vitória aos polaco/peruanos e o Brasil perdeu o seu Norte. Mas felizmente, menos de um minuto depois, antes que o Peru pudesse ceder a região a Polônia, uma guerra de resistência foi iniciada na região, e com o apoio massivo das tropas da Phoenix, a resistência brasileira foi bem sucedida e a região foi retornada ao Brasil. Vale salientar que todos os países latinoamericanos ajudaram com o máximo que puderam na tal guerra, logo é dever de todo brasileiro proteger e auxiliar qualquer país hermano que peça ajuda algum dia.[/size]


    [size=6pt]Mapa do Brasil em 10 de fevereiro de 2010[/size] [size=8pt]

    A invasão ao Norte deu tudo o que os brasileiros queriam: um motivo pra poder atrair pessoas ao jogo. E inúmeras propagandas do eRepublik foram feitos em blogs conhecidos na internet, com destaque para o NãoSalvo e Sedentário&Hiperativo. Tal fenômeno, chamado babyboom, fez o Brasil atingir o posto de segundo país mais populoso do mundo. Infelizmente, muitos jogadores só se registraram no jogo e não deram continuidade, e a morte de vários cidadãos resultou numa caída do número de população do Brasil, no entanto, a população ativa (o que realmente importa) subiu mais de 150%.

    Nos últimos meses, mais precisamente em março e abril, várias guerras de resistência foram iniciadas na África do Sul, e nós perdemos nossas colônias sulafricanas, inclusive Gauteng, que fora território brasileiro por mais de 6 meses, desde meados de 2009. No entanto, a Argentina, nossa aliada, continua com sua colônia na África do Sul: Limpopo.

    Recentemente, a Espanha atacou o Norte do Brasil mais uma vez, ativando 18 MPPs do Brasil. Em resposta, o Brasil atacou e invadiu duas regiões espanholas, no entanto os espanhóis já as recuperaram. Mas, fiquem de olho. O Brasil possui MPPs ativados contra ele nas guerras da África do Sul e da Espanha. Os dois países podem nos invadir a qualquer momento. O Brasil está em constante estado de alerta, e literamlente todos são necessários para que o nosso país triunfe ante qualquer desafio que apareça. Chame seus amigos, entre no exército, leia e comente os jornais, participe do fórum, tire suas dúvidas e faça a sua parte para fortalecer o Brasil![/size]


    [size=6pt]Mapa de extensão máxima do Brasil, com todos os territórios já uma vez conquistados[/size]

    [size=14pt]Esclarecimentos:[/size]
    [size=8pt] 1- A região Norte do Brasil é nossa fortaleza. Possuimos mais de 9500 cidadãos nela e isso faz com que o muro inicial tenha UM MILHÃO E QUINHENTOS MIL pontos de defesa iniciais. Isso quer dizer que, caso seja atacada, o muro tem de estar no negativo e mais de 1.500.000 pontos devem ser infligidos a mais pelos atacantes contra nós, a defesa. Sem falar que, quanto mais gente residindo na região, mais caro custa para iniciar um ataque. Para se ter uma ideia, custa pouco mais de 2.500 Gold só para iniciar um ataque ao Norte! Portanto, se você ainda não está morando na região, peça já um bilhete para a organização Urutu e MEXA SEU TRASEIRO FÉTIDO JÁ para o Norte! Tá esperando o que?! :P

    2- O Brasil já invadiu dois países sulamericanos a pedidos da população dos próprios países, para ajudar a evitar que estrangeiros tivessem maioria no Congresso dos tais países.

    3- Se você quer ver como o mapa do Novo Mundo mudou ao longo do tempo, basta ir em Informações > Mapa do eRepublik e escolher a data desejada para ver como o mapa estava no dia à sua escolha. [/size]

    Escrito por Cavalcanti

    30 de abril de 2010
    [/center]
    [size=1]Curriculum Vitae Presidente do Brasil 2x Ministro da Defesa 2x Ministro de Relações Exteriores 2 Congressista do Brasil (4x), Tailândia, África do Sul, Áustria e Paquistão

  2. #2
    Ex-Presidente do Brasil Avatar de Ryan Cullen
    Data de Ingresso
    Aug 2009
    Localização
    Forgotten Realms
    Posts
    7.989

    Re:História Militar do Brasil

    Citação Postado originalmente por Cavalcanti
    Nao tenho programa para diminuir o tamanho das imagens sem fazer com que elas percam muita qualidade. Quem puder redirecionar todas para largura 300 (Exceeto a do banner da ALA e do último mapa, que poderiam ser mais largos) seria perfeito.
    Deixa comigo.

    Aqui estão:

  3. #3
    Junior Member
    Data de Ingresso
    Jul 2010
    Posts
    25

    Re:História Militar do Brasil

    Muito legal a história, agora entendi tudo! Como eu faço para conseguir uma passagem para o norte do eBrasil? É que como eu moro no sudoeste, optei por mudar para lá. Temos muita força lá?

  4. #4

    Re:História Militar do Brasil

    Citação Postado originalmente por ArturAndrade Ver Post
    Muito legal a história, agora entendi tudo! Como eu faço para conseguir uma passagem para o norte do eBrasil? É que como eu moro no sudoeste, optei por mudar para lá. Temos muita força lá?
    Artur, com o novo Módulo Militar não é preciso se mudar para o Norte.

    Esta era uma tática que usávamos no passado para aumentar a defesa do território, hoje ela não funciona mais, pode continuar morando na sua região.

  5. #5
    Ex-Presidente do Brasil Avatar de Ryan Cullen
    Data de Ingresso
    Aug 2009
    Localização
    Forgotten Realms
    Posts
    7.989

    Re:História Militar do Brasil

    O Diário Oficial publicou uma orientação que é para dar "Deploy" em North of Brazil. Em breve deve sair orientações de como fazer isso, para quem não sabe.

  6. #6
    Membro PANELA Avatar de Pedro Saint Simon
    Data de Ingresso
    Sep 2012
    Localização
    Recife- PE
    Posts
    235
    Muito interessante, não sabia que já havia ocorrido tantas coisas no eBrasil, ainda bem que existe essa seção .


    Ilustríssimo Visconde De Caruaru e Viajante do caminho sem fim.

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •