http://www.erepublik.com/en/article/...o1-867332/1/20

Saudações senhores...

Venho por meio desta apresentar minha proposta para reeleição pelo Partido Militar no Sudeste.

Quem Sou Eu?

Meu nome é Eduard Magnos. Sou um jogador desde o dia 556 e desde que comecei no jogo tenho participado ativamente do fórum...Quem conhece um pouco da minha carreira sabe que no pequeno tempo que estou no eRepublick já me envolvi mais do que muita gente que esta aqui a mais que o dobro de tempo que eu.

Fui um dos primeiros a me envolver na reestruturação do Partido Militar que hoje se encontra muito mais organizado graças aos avanços conseguidos durante o mandato do ex-Presidente de Partido Pedro Augusto. Fui um dos primeiros a propor inúmeras iniciativas tomadas durante o mandato de Pedro Augusto e que agora já se encontram em vigor.

No congresso e fora dele participei dos debates sobre a África do Sul e outros assuntos relevantes ao bem-estar da nação. Também levei ao congresso a minha proposta do Ministério da eWikipedia que depois de muito debate deve haver uma reunião a respeito do assunto por parte dos interessados no projeto no próximo fim de semana.

Recentemente perdi a eleição para Presidente do Partido Militar apesar de ter concorrido sendo indicado pelos membros participativos do Partido. Minha concorrente, contudo, reconheceu (segundo as palavras dela) que eu estava fazendo tudo pelo bem do partido e portanto me nomeou como Vice-Presidente do Partido. Apesar de eu ainda apontar coisas que não gostei que ela fez durante a campanha, assim como aponto coisas que Pedro Augusto fez, eu sou alguém pragmático portanto julgo as pessoas pelas suas ações e as ações mais recentes dela tem sido benéficas ao partido...Sendo assim embora não va pedir desculpas pelo que falei por não achar que estava errado eu tenho sido capaz de trabalhar em conjunto com ela pelo bem do Partido Militar, se fosse diferente eu não teria aceito o cargo de Vice-Presidente do partido.

Porque Votar em Mim?

Tenho um pouco mais de um mês de jogo então ainda me considero de certa forma um novato...Apesar disto sou (infelizmente) mais participativo que inúmeras pessoas que jogam a mais tempo e sempre busco debater minha opinião com a de outros. Alem do mais como prometido tenho trabalhado no meu projeto do Ministério da eWikipedia fazendo valer assim os votos que recebi na eleição passada.

Agora um pouco de minhas opiniões.

O maior problema interno do eBrasil atualmente é claramente a questão da África do Sul...Embora eles tenham ficado mais quietos recentemente eles ainda são uma questão que merece toda a nossa atenção.

Durante o ultimo mês ouvi inúmeras idéias de como se lidar com os Sul-Africanos...A proposta de integrar eles a nossa sociedade por exemplo é uma que eu discordo...Um país conquistado do jeito que a África do Sul foi conquistada jamais se curvaria aos seus conquistadores...Eu sei que se o Brasil estivesse em situação semelhante meu único pensamento seria algo como (e desculpem o trocadilho): Independência ou Morte.

Não, não...Mantê-los anexados claramente não é uma opção viável...Mas eu não estou dizendo que tenhamos que devolver todas as regiões a eles.

Conquistamos metade da África do Sul por um motivo só e um motivo claro: diamantes.

Na minha opinião o certo a fazer é libertar duas regiões inúteis para eles agora depois negociar a libertação de outra região inútil e ai sim podemos negociar a libertação de Limpopo desde que eles paguem algum tipo de preço por isto...Gauteng contudo é inegociável e não devolveremos de jeito nenhum.

(Este é meu plano mas também poderia ser favorável a devolução de Limpopo primeiro se ficar claro que os Sul-Africanos simplesmente não vão aceitar duas regiões inúteis ou algo assim...Estou um pouco aberto a sugestões nesta idéia mas no geral quero que pensemos em libertar regiões não para ajudar os ‘‘pobrezinhos’’ dos Sul-Africanos e sim porque é o movimento ESTRATÉGICO ideal a se fazer.)

Antes que alguém me acuse de algo: não eu não sou algum lunático que só pensa no expansionismo e no imperialismo brasileiro. Se estivéssemos na vida real eu estaria nas ruas protestando contra a ocupação da áfrica do sul.

Mas isto não é vida real.

Isto é um jogo.

Então quero ver o Brasil VENCENDO o jogo. Logo sim aqui no eRepublick sou a favor do expansionismo militar e das guerras...Mas de maneira inteligente...Por exemplo: ao invés de sairmos anexado os países novos da América do sul fizemos algo mt mais inteligente...Entramos para a AHA (futura ALA) e já que temos muito mais população que os demais países juntos e também somos uma potencia muito mais forte nos conseguimos na pratica o domínio sobre a aliança...Ao invés de invadir eles como loucos e assim conseguir varias Áfricas do Sul dominamos eles simplesmente usando diplomacia.

Este é o tipo de expansionismo que eu apoio: o expansionismo inteligente...Ao invés de anexar tudo quanto é território e assim ‘‘comer mais que a boca’’ é muito melhor usarmos estratégias inteligentes e expandirmos territórios quando necessário para a nação.

Continuando...Confesso com algum pesar que não sou muito entendedor dos mecanismos econômicos do jogo embora tenha tentado me adaptar...Mas em minha opinião compenso a falta de experiência econômica com minhas opiniões políticas e militares.

Sobre a quarta guerra mundial acho que não tenho muito o que falar...Obviamente sou favorável a PEACE mostra aos americanos quem manda e já até separei uma musica bem interessante para quando nos conquistarmos Washington DC...Não vou revelar qual é a musica ainda porque quero que seja uma surpresa mas posso dizer um pequeno trecho dela:

And the white house burned, burned, burned.
And we're the ones that did it,
It burned, burned, burned.
While the president ran and cried,
It burned, burned, burned.
And things were very historical,
And the Americans ran and cried like a bunch of little babies WaWaWa
In the war of 1812.

(A guerra de 1812 foi uma guerra lutada entre as colônias canadenses e os americanos aonde os canadenses conseguiram destruir a casa branca original pra quem não sabe (a atual é uma reconstrução)).

Minhas Propostas:

Infelizmente não foi possível concluir o projeto do ministério da eWikipedia no meu primeiro mandato...Quem andou acompanhando os debates pode ver que primeiro ouve alguma resistência para que fosse criado um ministério novo embora a idéia em si tenha sido apoiada...Parece que eles preferem que o ministério seja independente do governo como é o Baby Boom (pra quem não sabe embora os projetos de tutoriais e afins sejam feitos pelo governo parece que a divulgação do eRepublick é algo que querem que o povo faça independentemente...Pessoalmente acho que tinha que ao menos ter um grupo do governo fazendo a divulgação ne mas deixa...)...Bem mas se querem que seja desvinculado do governo tudo bem eu mesmo assumo a ‘‘Comissão Responsável pela eWikipedia’’ e começamos os trabalhos...Este fim de semana aliais estamos tentando marcar uma reunião a respeito do projeto então quem quiser participar pode me mandar uma mensagem privada com seu MSN e dizendo que horas pode participar da reunião este fim de semana...Também seria bom ouvir um pouco de suas idéias e um pouco sobre a sua pessoa aliais...

De certa forma pode-se dizer que o primeiro momento do projeto foi o de debate e recentemente entramos na fase de planejamento...A de planejamento obviamente deve ser mais rápida que a de debate então logo entraremos na fase pratica aonde começaremos a atualizar a Wiki do jogo...Para quem não entendeu ainda o que tem de vantajoso nisto é só pensar que os novatos costumam usar muito a wiki do jogo para ir se informando sobre o mesmo (eu por exemplo usei muito a wiki do jogo) e o fato da wiki estar desatualizada é no mínimo desanimaste...Por exemplo o tópico sobre historia do eBrasil é ótimo mas a ultima atualização é sobre o PRIMEIRO mandato do Cavalcanti...Então obviamente melhorar a Wiki é bom para o Baby Boom e recentemente até pensei (mas não apresentei nada ainda porque realmente só pensei) em ver se seria vantajoso unir os dois projetos ou se é melhor a comissão da Wiki ficar independente do projeto do Baby Boom.

Fora o ‘‘Ministério’’ (continuo a usar o termo porque é mais simples) não tenho nenhuma proposta sólida a fazer...Contudo eu prometo continuar a mostrar minhas opiniões como mostrei durante todo o meu primeiro mandato e prometo continuar a servir meu país da melhor maneira que puder.

Eduard Magnos.
Vice-Presidente do Partido Militar.
Congressista pelo Sudeste